Veículo adesivado com propaganda política: a seguradora cobre sinistro?

Estamos próximos das eleições e com isso os candidatos estão intensificando suas campanhas de divulgação, para conquistarem a população. As campanhas políticas estão permitidas desde o dia 27 de setembro de 2020 e muitos não sabem, mas elas possuem diversas regras, que devem ser seguidas à risca tanto pelos candidatos, quanto pelos eleitores, para que não sejam cometidos crimes eleitorais.

Em 2020 as regras para as campanhas eleitorais tiveram algumas mudanças, uma delas é a proibição de envelopamento de automóveis. A adesivagem ainda é permitida com algumas restrições. Todas as decisões foram tomadas para evitar a justaposição de propagandas, para não causar efeito visual único.

 

Seguradoras podem se recusar a pagar sinistro de automóvel particular com propaganda política?

Ao adesivar o seu veículo em prol de qualquer candidato é preciso estar muito atento com a legislação eleitoral, mas também ao seu seguro. Sim, se você possui seguro do automóvel saiba, que devido a adesivagem política você pode ficar sem indenização em caso de acidente.

Ao ter o veículo plotado com qualquer propaganda política, a seguradora pode considerar, que ele é utilizado para fins comerciais ou publicitários, o que seria caracterizado como mudança no uso do veículo e consequentemente ocasionaria a quebra de contrato, já que o seguro inicialmente é para seu automóvel de uso particular. Ou seja, houver qualquer sinistro com seu automóvel, você não será indenizado.

Por isso é essencial consultar a sua seguradora e conferir a fundo todas as restrições e especificações do contrato, para evitar esse tipo de transtorno.

Outro ponto que deve ser citado é, que caso alguém danifique o seu veículo adesivado, devido a diferenças políticas, a maioria das seguradoras não indenizam. Quaisquer outras variáveis decorrentes de diferenças partidárias também não são indenizadas.

Uma outra situação, que pode acontecer é o proprietário do veículo ser um candidato. Nesse caso, se o veículo estiver sendo utilizado para serviço do diretório do partido, para carreatas, transportes de pessoas e materiais de apoio referente a campanha política, deve ser caracterizado como veículo de uso comercial, para que o seguro seja válido em caso de sinistro.

 

Qual adesivagem política é permitida no veículo?

Como já citamos, o envelopamento do veículo está proibido nas eleições de 2020, mas a adesivagem ainda é permitida. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), são permitidos adesivos de no máximo 50x40cm e estes devem ser tipo perfurados, para que não interfiram e prejudiquem a visão do motorista.

 

Proteja o seu veículo

Não espere situações desagradáveis acontecerem, proteja o seu veículo com um seguro eficiente. Conheça os planos Reiback e faça a sua cotação, clicando aqui. A melhor proteção pelo melhor preço.

 

Gostou do nosso conteúdo? Quer ler mais dicas como essa? Acompanhe o nosso blog e nos siga nas redes sociais: Instagram / Facebook / LinkedIn.